Nossas Causas

Recuperação da Floresta

Vivemos em um modelo ultrapassado de desenvolvimento sustentado no mito da abundância, seguido em todos os principais ciclos econômicos da história do país com a lógica do crescimento pela expansão territorial e desmatamento. Começamos pela costa, acabando com cerca de 90% da área original da Mata Atlântica.

Precisamos restaurar nossas florestas, sobretudo nas áreas de nascentes, mananciais e a mata ciliar nas margens dos rios, para evitar os riscos atuais e futuros de desabastecimento de água.

O Brasil assumiu compromissos internacionais de recuperação das florestas, aderiu ao Desafio de Bonn e à Iniciativa 20×20. No Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, incluiu como meta restaurar 12 milhões de hectares de florestas e implementar 5 milhões de hectares de sistemas com integração entre lavoura, pecuária e floresta, até 2030, além de recuperar mais de 5 milhões de pastagens degradadas até 2020. Com apenas 12,4% da vegetação original, a Mata Atlântica é o bioma que mais deve ser beneficiado por esta meta de restauração.

A SOS Mata Atlântica atua para mobilizar o poder público, instituições privadas, proprietários de terra e a sociedade civil com o objetivo de recuperar a floresta a partir da implementação da Lei do Código Florestal (12.651/12) e de seus instrumentos que garantem a transparência e a sistematização das informações sobre o uso do solo e a regularização ambiental das propriedades rurais.

Conheça o programa Florestas do Futuro e o Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica – HEINEKEN Brasil.

Fundação e Cetesb juntas pela restauração ambiental e cumprimento de TCRAs.